Home / Notícias / Autoridades políticas do Vale do Ribeira apresentam reivindicações no DER/SP e na Secretaria de Meio Ambiente do Estado.
Autoridades políticas do Vale do Ribeira apresentam reivindicações no DER/SP e na Secretaria de Meio Ambiente do Estado.

Autoridades políticas do Vale do Ribeira apresentam reivindicações no DER/SP e na Secretaria de Meio Ambiente do Estado.

Na sexta-feira, 10, representantes dos municípios do Vale do Ribeira visitaram a superintendência do Departamento de Estradas de Rodagem do Estado de São Paulo. Foi realizada reunião para reivindicar melhorias nas Rodovias Estaduais, dentre elas: SP-165 – Iporanga/Apiaí – e outras que ligam as cidades do Vale e Alto Vale. O acesso é fator indispensável para o desenvolvimento do ecoturismo e da agricultura, principais atividades econômicas da região.

Em outra reunião, na Secretaria de Meio Ambiente do Estado, a pauta versou sobre como a expansão dos limites territoriais do Mosaico de Unidades de Conservação Jacupiranga vem afetando a vida das comunidades quilombolas e dos produtores rurais, que combinados somam mais de 3.000 famílias. O ponto chave foi encontrar o equilíbrio entre o desenvolvimento humano sustentável e a preservação ambiental, já que a proteção exercida pelas leis ambientais limitou, há mais de 50 anos, as opções de negócios na região, que hoje são quase que exclusivamente relacionados à preservação ambiental, com espaço reduzido para agricultura e indústrias.

Compareceram representantes das diversas cidades do Vale do Ribeira, prefeitos e vereadores, e o Senhor Deputado Federal Alexandre Leite, o qual intermediou as reuniões e já é conhecido na região pelas frequentes contribuições ao desenvolvimento dos municípios, por meio do envio de emendas parlamentares. As recepções foram realizadas pelos Senhores Marcos Penido, Secretário Estadual de Infraestrutura e Meio Ambiente, e Paulo Cesar Tagliavini, Superintendente do DER/SP.

A região do Vale do Ribeira destaca-se pela grande diversidade de fauna e flora, contando com mais de 2,1 milhões de hectares de florestas que equivalem a mais de vinte por cento da mata atlântica remanescente do Brasil. Compõe a maior área contínua de um ecossistema no Brasil, e foi declarado patrimônio natural, socioambiental e cultural da humanidade, em 1999 pela UNESCO. Neste conjunto de áreas preservadas, são encontradas não apenas florestas, mas importantes comunidades indígenas, comunidades quilombolas, comunidades caiçaras, imigrantes e uma biodiversidade em plena preservação.

Comentar

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*